28/04/2008

Douro


Há mais de dez anos, apanhei este mesmo combóio para ir ver umas gravuras que não sabiam nadar. Por causa do calor, abri as portas e sentei-me nos degraus a ver o rio a passar e sentir o vento quente na cara. Este fim de semana, da outra margem do rio, também abri a janela do carro para ver o rio a passar e sentir o vento quente na cara.
Desta vez, também o meu filho abriu a janela do carro com o mesmo propósito e eu pensava se daqui a mais ou menos dez anos ele não faria o mesmo que eu, de apanhar este mesmo combóio e sentar-se nos degraus da porta a ver o rio a passar e sentir o vento quente na cara.
Ver o Douro ao pôr-do-sol num abril quente quente e sonhar com o regresso em setembro, com mais um filho ao colo, as àguas do rio, as vinhas nos montes e um silêncio interior de quem de repente, se apercebe de que o tempo passa, as àguas passam, o combóio e os barcos passam, mas cá dentro, no silêncio de nós, somos sempre daquela idade de nos maravilharmos com tudo e acharmos tudo sempre tão perfeito.
E enquanto um filhote ía "tabalhare" com galinhas e cães e pinhas a fazer de bola, os pais íam namorar e sonhar em largar tudo para ir viver ali para ao pé do rio, talvez um dia nos tornemos vinhateiros, quem sabe, era bom para os miúdos, olha que bonito ali ao fundo aquela curva do rio, as cerejas e as laranjas, temos de cá vir mais vezes, que bem que se está no campo...

...que bom que é estares aqui comigo, estarmos aqui todos.

14/04/2008

3


...foi a conta que Deus fez! Como crescem estes miúdos...

Parabéns ao Biscoito nesta data querida, que recebeu um combóio novo logo pela manhã e um bolo com velas para levar para a escola;

e parabéns a mim só porque sim. Pim!

05/04/2008

02/04/2008

Flores flores e mais amores


A Primavera chegou em força. Para celebrar, enfeitei as cortinas com braçadeiras (que não tinham), simplesmente porque tropecei nelas por acaso e - surpresa das surpresas - eram perfeitas para as cortinas da sala.

Também para celebrar, arrumei as botas e passei directamente para as sandálias. Em casa, já ando descalça e os vestidos estão mais à mão. Talvez este fim de semana vá à praia.